Google prioriza sites responsivos. E seu site está atualizado?

Se alguém ainda tinha dúvida quanto à necessidade de ter um site responsivo (ou ao menos mobile) ela com certeza foi por água abaixo após a ultima atualização de algoritmo do Google. Chamada de “mobilegeddon”, traz uma série de novidades no buscador que ajudarão os usuários a localizar mais conteúdos de sites mobile. Em poucas palavras: quem tem versão mobile ou responsiva de seu site estará melhor ranqueado que quem não tem. Pode até ser que essa decisão tenha pego de surpresa alguns, mas o fato é que não é de hoje que os dados relativos ao acesso mobile no país – e no mundo – tem crescido consideravelmente. O acesso via smartphone no Brasil já superou o feito via notebooks e desktops.

Como funciona, ou o que é um site responsivo

Embora o algoritmo priorize tanto os sites com versão mobile quanto os responsivos, na prática, a ideia de um site único que funciona – bem – em vários dispositivos é a que mais agrada. Isso, inclusive é atestado pelo próprio Google, que recomenda o design responsivo como padrão para os sites.

A ideia principal do site responsivo é que ele adapta o seu formato “padrão” de desktop para um smartphone ou tablet sem o usuário ter que executar nenhum comando para isso. Um site não responsivo por sua vez é aquele que simplesmente reproduz o site-desktop no celular, deixando a navegação ruim, fazendo com que o usuário tenha que dar toques duplos, ou zoom na tela para conseguir ler ou interagir com o conteúdo. Nada prático.

Cabe dizer aqui que, não precisa de muito para que ele seja considerado como não-mobile para o Google: basta a página necessitar qualquer comando ou ação para que o conteúdo seja visto. Estudos recentes, pós implantação do novo algoritmo, já mostram que diversos sites que não estavam adaptados a nova realidade mobile perderem consideráveis posições nas buscas. É como lutar para chegar no topo, não se atualizar e morrer na praia.

Se você ainda tem dúvidas quanto à real vantagem ou necessidade de migrar o seu site para um com design responsivo, vamos mostrar aqui algumas justificativas do próprio Google para isso:

• Torna mais fácil para os usuários compartilhar e linkar o seu conteúdo com uma única URL.

• Ajuda os algoritmos do Google a atribuir com precisão propriedades de indexação para a página ao invés de precisar sinalizar a existência de desktop / páginas mobile correspondentes.

• Requer menos tempo de engenharia para manter várias páginas para o mesmo conteúdo.

• Reduz a possibilidade de erros comuns que afetam sites móveis.

• Não requer redirecionamento para que os usuários tenham uma visão otimizada para dispositivo, o que reduz o tempo de carregamento. Além disso, o redirecionamento baseado no agente de usuário é passível de erro e pode degradar a experiência do usuário do seu site

• Economiza recursos e tempo quando o Googlebot rastreia o seu site. Para páginas com web design responsivo, um único agente Googlebot é necessário para rastrear a sua página de uma vez, ao invés de ter que usar vários agentes para rastrear todas as diferentes versões de conteudo. Essa melhoria na eficiência do rastreamento pode indiretamente ajudar o índice do Google a indexar mais do conteúdo do seu site e mantê-lo sempre recente.





Obrigado pela visita!

Aproveite e compartilhe nas redes sociais.



Já vai? Espere um pouco!

Antes de sair, cadastre seu e-mail para receber nossas novidades sobre o mundo do marketing.